O líbero Kauã ficou entre os 20 selecionados após laboratório da CBV

líbero Kauã Guilherme Probst, atleta do Sub-18 da APAN/Eleva, foi um dos 20 convocados para integrar o grupo que se prepara para disputa do Sul-Americano da categoria, no início de agosto. Antes da Seleção, o atleta de 17 anos participou do Laboratório de Detecção de Talentos, entre os dias 18 e 24 de abril, no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ).

Kauã foi o único catarinense convocado pela Confederação Brasileira de Vôlei para o laboratório. A experiência no laboratório foi muito proveitosa, na avaliação da jovem revelação da APAN/Eleva, com muito esforço, dando 110% para garantir a vaga.

Sua apresentação para primeira fase de treinos ocorre na segunda-feira, dia 09. Ele não esconde a ansiedade, mas diz estar preparado para permanecer entre os selecionados que disputarão o Sul-Americano, pois ainda ocorrerão cortes. Apenas 12 atletas serão inscritos: “Agora é trabalhar muito nas próximas duas semanas”, comentou.

O técnico Sandro Dias comemorou a convocação de Kauã: “É uma alegria imensa ver o trabalho de base da APAN/Eleva rendendo frutos”. Acredita num futuro promissor do atleta, pois uma convocação para Seleção é uma oportunidade única, sonho de todo jovem. “Só vem coroar um trabalho de longa data e o Kauã acaba sendo espelho para os demais jogadores da base. Ficamos na expectativa para ver ele vestindo a camisa da Seleção e trazendo o título do Sul-Americano”, finalizou.

Saiba mais sobre o Kauã

Aos 17 anos e 1,80 metro de altura, o blumenauense Kauã começou a jogar voleibol no Colégio Luiz Delfino, revelado pela professora Magnólia Correia. Mostrou potencial logo de início, sendo encaminhado ao professor Marcel Ramos, o China.

Começou como iniciante há cinco anos, na posição de ponteiro. Virou líbero quando chegou na categoria mirim. Na temporada passada foi segundo na Olesc e no Estadual Sub-18. Neste ano vestiu a camisa da Seleção Catarinense, conquistando o bronze no Brasileiro da categoria.